terça-feira, 25 de novembro de 2008

Do you like tennis?

Por motivos sórdidos que posso até contar outro dia, faço aulas de tênis.
Não que eu não goste das aulas, não goste do tênis ou não goste do professor, mas eu definitivamente não sou o tipo de cara que acorda um dia e fala "Vou fazer aulas de tênis!".
Eu posso acordar com vontade de fazer muitas coisas, mas definitivamente nenhuma delas envolve esportes. Pelo menos não diretamente.

Mas, seja como for, eu faço aulas de tênis.
Hoje estávamos eu e meu pai sentados na arquibancada quinze minutos adiantados para a minha aula. O professor estava repassando saques para o aluno que vem antes de mim, eu estava lendo um livro (um livro muito bom, por sinal) e meu pai empreendia seu tempo com absolutamente nada. Hei que ele decide parar com isso e escolhe passar o tempo com a primeira coisa que lhe passa na frente.

- Me empresta esse livro?
- Mas pai... Não dá tempo de você começar a ler um livro agora.
- Tudo bem, eu só quero saber o que o meu filhinho está lendo.

Foi com muito desgosto que eu me desfiz daquela beleza literária, mas sim, eu o fiz.
Meu pai analisou a contra-capa do livro durante um tempo curtíssimo que eu tenho certeza que ninguém de mente normal conseguiria analisar um livro. Foi mais ou menos dois segundos. Aí ele largou. E largou do outro lado, oposto ao que eu estava.
E, com um olhar sereno de um homem de dezenas de anos de experiência, ele olhou para a cena dos saques a sua frente. Inspirou como quem vai dizer algo extremamente inteligente e útil, e disse.

- Pra sacar... Você tem que mandar a bola pra frente.

Em outras ocasiões eu teria visto isso como uma piada, mas a minha vida inteira de convivência com o homem me fez perceber que ele estava falando sério.
Por um instante pensei se eu tinha entendido errado, ou se havia algo extremamente sábio oculto por trás daquilo. Não havia.

- Pai... Você fez eu parar de ler pra me dizer que pra sacar tem que mandar a bola pra frente? - Assumo que eu tinha um certo tom de irritação na voz. Afinal, o livro é realmente muito bom.

- Eu só estava tentando ensinar alguma coisa útil pro meu filho... Mas tudo bem, desculpe. - E ele disse isso com um tom de melancolia, arrependimento e extremo desgosto.

Por um instante eu realmente considerei ficar com pena e voltar atrás. Aí reconsiderei.

- Tá desculpado. - Foi o que eu disse. E ele me devolveu o livro.



Sou um mau filho?

9 comentários:

Jean Perigoso disse...

seu pai eh o maximo cara(so nao eh melhor q o meu)saudade de ganhar dele no futebol
tem filho pior q vc por ai....

Ananda disse...

Bah, vai ficar se martirizando com tal pergunta? Pelo que eu entendi, seu pai está sentido uma distância entre vocês dois. Por isso a frase de impacto dele. A questão não é se você é um bom filho ou não, mas sim que ele ficou triste por não se sentir alguém tão próximo de você ou importante na sua vida.

Danilo disse...

Conhecendo seu pai por um breve momento, porém suficiente para entender como ele é eu acho isso completamente natural pra ele! Ele tem essa mania de interromper o que os outros fazem só por interromper. Não que seja mal intencionado, mas no fundo acho que ele acha você muito nerd... Aposto que ele queria que você fosse uma Ana Luiza, logicamente muito menos reclamona, homem.

Rafael disse...

poxa, num pegou a lição, cara?
pra sacar, você tem que jogar a bola pra frente... quer dizer... mesmo quando você tá começando algo, você tem que... humm... ser ousado... pensar positivo... colocar a bola na frente?!
bom... consigo imaginar a cena... mas você num é um mal filho na minha opinião... faz parte do seu papel de filho adolescente irritar um pouco e às vezes é necessessário, eu acho...
ah, foda-se... família de nego estranho, viu?

só pra constar, eu ia dizer "família de nego drogado", daí achei ofensivo... e agora a minha palavra de segurança pra comentar é "inale".

Willölsei disse...

Olha que legal, a senha que eu digitei pra postar o comentário foi Spole!
E pra sua informação mocinho, antes de parar de ver todos os blogs eu ainda via o seu, mas não tinha atualização XD

Bem ._. eu não acho que você esteja se martirizando ou algo parecido xD' euiaheuiheaue e também não sei dizer se o seu pai está carente e quer a atenção do filho =P

Mas uma coisa é certa: Os pais gostam de ter seus momentos 'pai e filho'... por mais inconvenientes que eles sejam XD' Gam, você não foi um mau filho, você foi o Gam =]

É o filho deles, não é? Porque as pessoas ficam se comparando tanto aos outros? =/ Poxa, Se é filho dos seus pais, você pode ser um bom, mal, péssimo, ótimo filho ao mesmo tempo. Ahhh, tá complicado? Eu só quero dizer que VOCÊ é filho dos seus pais e os outros são o resto, ok? =P'

E de qualquer forma o_o você foi sincero horas XD'

Até saberia o que continuar a dizer, mas sabe quando simplesmente não lhe vem em mente as palavras? eu ficaria numa redundância que só XD

Preciso postar no meu blog também, aiai ç.ç

Mika disse...

não acho que uma atitude assim em um dia qualquer faça de você em mau filho, gam... E se você realmente for ficar pensando nisso, é melhor falar com ele... Ou deixar quieto, aposto que ele não vai ficar pensando "meu deus, eu acho que meu filho não gosta de mim ou coisa e tal" por causa disso.

Além disso, com o mínimo de convivência com o seu pai e você, dá pra reparar que vocês se gostam e tal... vocês podem ter outros momentos 'pai-e-filho', eu espero... :)

NiNa disse...

Você não é um mal filho Oo
Tipo talvez ambos tenham apenas prioridades e gostos diferentes, mas isso não quer dizer q você seja um mal filho, seria se vc aprontasse o tempo todo, chegasse bebado, drogado, xingasse seu pai, brigasse com ele o tempo todo...e bem eu sei q você não faz isso..e a relação entre vcs é bonita...muita gente não tem um pai que leva a aula de tenis, que senta e conversa com o filho...ele estava tentando ser social, mas isso nao o torna mal ou bom... e realmente acho que ele não esteja chatiado, mas nada que um abraço e um eu t amo, ou um obrigado, não resolva ^^

eeee..ql livro era?

Gam disse...

"Até mais, e obrigado pelos peixes!"
Um dos cinco livros que me fazem gozar o cérebro.

matheus disse...

uAHuuhauhauAhuA...q disculsão nelson.Gam um mal filho aHuAHAUhaU!!
cassete qem é q ñ manda um "Tah bom pai" com aqele tom de puta q pario só faço isso pq vc é meu pai!
E cara... o danilo disse tdo,ele qeria q vc uma ana luiza,ñ sei se exatamente um ana luiza,as poukas milhares de vezes q eu já dormi na sua casa já saqei q ele gosta do fato de vc ser intelectual mais ele qeria q vc tbm fosse um esportista.
q porra...tbm entrei na discussão